quinta-feira, 19 de setembro de 2013

blind

Absurdamente cega e farta de todo esse por do sol laranja e essa conversa de quem tem a alma boa e vive dizendo que as coisas vão melhorar e que o dia vai amanhecer mais claro e que a vida vai se transformar em uma poesia saltitante que vai nos arrastar pelas mãos.
A vida só pega leve com a gente quando ela está precisando de algum favor, ai ela vem mansa, suave, oferecendo um pedaço de bolo de morango recheado com doce leite pra todas as pobres almas necessitadas. Do contrário a única coisa que ela tem a oferecer é um beijo cínico mandado pela brecha de luz da fechadura.
Guardem o otimismo em um frasco de perfume usado e se esqueçam da suavidade porque tudo que virá será pesado, denso, irascível e intragável enquanto a vida achar que tem de ser. E não cabe a nós fazer exatamente nada, a não ser nos lamentarmos e nos dizermos infelizes pro resto mundo que é tão estragado quanto nós.
Jogue fora esse copo de boa fé e espere sentado! Porque esperar em pé cansa.


Jade Medeiros.

13 comentários:

  1. "But I shall turn a blind eye..."
    Às vezes, só nos tornamos absurdamente cegos porque fechamos os olhos...
    Não pude deixar de conectar o texto com sua imagem de perfil, e também de lembrar que a outra tradução para o título seja "cortina". Vemos a vida conforme a vidraça da janela ou conforme a cortina. E creio ser disto que teu texto fala de forma tão inflamada.
    Também não pude deixar de notar que ele é o exato contraste de minhas três últimas postagens.
    Caminhamos, então, em sentidos opostos? Certamente não. A arte é que nos faz expressar ideias opostas. E tua arte é impecável em seu objetivo. Tens muito talento.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Não creio que caminhemos em caminhos opostos não, só as ideias que as vezes não caminham juntas. Aprecio muito seus comentários. Me faz refletir minha própria escrita.

    ResponderExcluir
  3. Ácido. Cortante. Mas saiba que tudo é passageiro ou dura uma eternidade. Escolha uma via. Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Um olhar exato, de fato. Deliciosamente ácido. como bem disse o Expedito. Tua escrita fala ao olhar desconhecido, de um jeito íntimo, próprio do viver.

    Mto bom percorrer tuas palavras.

    ResponderExcluir
  5. ah, que bom, fico muito feliz ao ler os comentários de vocês, é o que me reforça continuar escrevendo.

    ResponderExcluir
  6. A vida nos trai a todo momento, viver e uma aventura inconsequente. A vida é trágica, a coragem é humana. Excelente Jade!!! Incrível a regularidade dos teus escritos, referente a qualidade.

    http://apoesiaestamorrendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Pois continue escrevendo, pare mais não menina.

    ResponderExcluir
  8. Arte y sensibilidad en estado puro...un descubrimiento tu blog.T sigo y te invito a seguir el mío.Saludos poéticos.

    ResponderExcluir
  9. Nice! this is my ART ;) http://desdemi-ventana.blogspot.com

    ResponderExcluir